Antigo refém dos taliban detido por agressões

Joshua Boyle que foi preso recentemente e sua família se encontraram com o político Justin Trudeau

Joshua Boyle que foi preso recentemente e sua família se encontraram com o político Justin Trudeau

Joshua Boyle, o ex-refém canadense no Afeganistão libertado em outubro passado após quase cinco anos sob o poder de extremistas, foi detido sob a acusação de agressões sexuais, sequestro e ameaças de morte.

O homem foi presente a tribunal no dia de Ano Novo e voltou à cadeia.

O casal foi raptado pela rede Haqqani, grupo armado aliado dos talibãs, em outubro de 2012, quando faziam uma viagem de mochila às costas que passou pela Rússia, Cazaquistão, Tadjiquistão, Quirguistão e que os levou ao território afegão. Na altura, Caitlin estava grávida de seis meses.

Pouco depois de desembarcar no Canadá, Joshua afirmou que sua esposa tinha sido estuprada e que um de seus filhos havia sido assassinado.

Na semana passada, a polícia de Ottawa registrou 15 acusações contra Boyle: oito por assaltos; duas por agressões sexuais; duas por confinamento ilegal, e uma por ameaça de morte. Vale mencionar que a identidade das vítimas está sendo protegida pelo veto de publicação.

"O Sr. Boyle é inocente. Nunca tinha estado envolvido em problemas", disse entretanto o seu advogado à CBC. Nenhuma prova foi apresentada ainda, o que é normal nesta fase. "Estamos desejosos de receber a fundamentação e defendê-lo das acusações".

Notícias recomendadas

We are pleased to provide this opportunity to share information, experiences and observations about what's in the news.
Some of the comments may be reprinted elsewhere in the site or in the newspaper.
Thank you for taking the time to offer your thoughts.