Mariah Carey assume problema com bipolaridade: "Vivi em negação e isolamento"

Bipolar

Bipolar

Na época, a cantora foi hospitalizada por um colapso físico e mental. Ela afirmou que finalmente buscou tratamento depois de passar "pelos anos mais difíceis" de sua vida.

"Eu vivia em negação e isolamento e com o medo constante de que alguém iria me expor", confessou a artista à publicação especializada em celebridades. Era um fardo demasiado carregado para carregar e eu não podia continuar a fazê-lo. "Procurei e recebi tratamento, coloquei pessoas positivas em meu redor e voltei a fazer o que eu amo- escrever músicas e fazer música", declarou à revista People.

Mariah, uma das artistas musicais mais bem-sucedidas do mundo com 200 milhões de discos vendidos e sucessos como "We Belong Together", disse estar usando medicamentos para o transtorno bipolar tipo II, marcado por oscilações de temperamento menos graves situadas entre a depressão e a hiperatividade.

Na verdade, estou tomando uma medicação que parece ótima. Elas estão fazendo com que eu não me sinta cansada, fraca nem nada desse tipo. Mas não era uma insônia normal e eu não estava deitada acordada contando carneirinhos. Estava a trabalhar, trabalhar e trabalhar. Estava irritada e com medo constante de decepcionar os outros. Acontece que o que eu estava a viver era uma forma de mania. "Encontrar o equilíbrio adequado é o mais importante", contou. "Eventualmente bati no fundo. Sentia-me tão só, triste e mesmo culpada por não estar a fazer o que precisava para a minha carreira", descreve Mariah Carey. Pode ser incrivelmente isolador.

Notícias recomendadas

We are pleased to provide this opportunity to share information, experiences and observations about what's in the news.
Some of the comments may be reprinted elsewhere in the site or in the newspaper.
Thank you for taking the time to offer your thoughts.