Ex-espião russo Sergei Skripal teve alta hospitalar

Policiais montam guarda perto de um shopping da cidade inglesa de Salisbury onde foram encontrados desacordados Sergei e Yulia Skripal

Policiais montam guarda perto de um shopping da cidade inglesa de Salisbury onde foram encontrados desacordados Sergei e Yulia Skripal

Sergei Skripal, o ex-espião russo envenenado em março em Salisbury, no Reino Unido, já teve alta hospitalar, informaram fontes oficiais.

O Reino Unido referiu que pai e filha foram envenenados com um gás nervoso utilizado para fins militares e acusou a Rússia do ataque.

O hospital explicou o tratamento recebido pelos Skripal, que estavam à beira da morte quando foram encontrados inconscientes em um banco na rua de Salisbury.

Os Skripals permaneceram em estado grave por semanas e os médicos, em determinado momento, temiam que, mesmo se sobrevivessem, poderiam ter sofrido danos cerebrais. Mas sua saúde começou a melhorar rapidamente e Yulia recebeu alta no mês passado.

"É uma notícia fantástica que Serguei Skripal esteja bem o suficiente para deixar o Hospital do Distrito de Salisbury", afirmou em um comunicado Cara Charles-Barks, diretora do centro médico da cidade do sul da Inglaterra. O caso Skripal provocou uma crise diplomática que se traduziu numa ação coordenada inédita para a expulsão de cerca de 150 de diplomatas russos de vários países ocidentais, incluindo os Estados Unidos e dois terços dos países membros da União Europeia, a que a Rússia respondeu com a expulsão de 150 diplomatas ocidentais.

Ambos foram alvo de intoxicação por novichok, um agente nervoso altamente tóxico. Moscou sugeriu que o próprio Reino Unido realizou o ataque para alimentar uma campanha contra a Rússia.

Notícias recomendadas

We are pleased to provide this opportunity to share information, experiences and observations about what's in the news.
Some of the comments may be reprinted elsewhere in the site or in the newspaper.
Thank you for taking the time to offer your thoughts.